Please reload

Posts Recentes

Setembro Amarelo: Guia de prevenção ao suicídio.

September 2, 2019

1/7
Please reload

Posts Em Destaque

Setembro Amarelo: Guia de prevenção ao suicídio.

September 2, 2019

 

Suicídio é um problema complexo para o qual não existe uma única causa ou uma única razão. Ele resulta de uma complexa interação de fatores biológicos, genéticos, psicológicos, sociais, culturais e ambientais.

 

É difícil explicar porque algumas pessoas decidem cometer suicídio, enquanto outras em situação similar ou pior não o fazem. Contudo a maioria dos suicídios pode ser prevenida.

 

Suicídio é agora uma grande questão de Saúde Pública em todos os países.

 

 

SUICÍDIO E TRANSTORNOS MENTAIS

 

Estudos tanto em países desenvolvidos quanto em desenvolvimento revelam dois importantes fatores relacionados ao suicídio.

 

Primeiro, a maioria das pessoas que cometeu suicídio tem um transtorno mental diagnosticável.

 

Segundo, suicídio e comportamento suicida são mais freqüentes em pacientes psiquiátricos.

 

Esses são os grupos diagnósticos, em ordem decrescente de risco de:

 

• depressão (todas as formas);

 

• transtorno de personalidade (anti-social e borderline com traços de impulsividade, agressividade e freqüentes alterações do humor);

 

• alcoolismo (e/ou abuso de substância em adolescentes);

 

• esquizofrenia;

 

• transtorno mental orgânico.

 

Apesar de a maioria das pessoas com risco de suicídio presentarem transtorno mental, a maioria não procura um profissional de saúde mental, mesmo em países desenvolvidos. 

 

DEPRESSÃO

 

Depressão é o diagnóstico mais comum em suicídios consumados.

 

Todos sentem-se deprimidos, tristes, solitários e instáveis de tempos em tempos, mas marcadamente esses sentimentos passam.

 

Contudo, quando os sentimentos são persistentes e interferem na vida normal, usual da pessoa, eles tornam-se sentimentos depressivos e levam a um de transtorno depressivo.

 

Alguns dos sintomas comuns de depressão são:

 

• sentir-se triste durante a maior parte do dia, diariamente;

• perder o interesse em atividades rotineiras;

• perder peso (quando não em dieta) ou ganhar peso;

• dormi